25 novembro, 2014

quem não se sente...

a maioria (arrisco) dos portugueses admira xanana como se admira um herói. terrorista dirão alguns. mas a verdade é que o homem viveu anos como um bicho para defender uma ideia. a sua ideia, e isto não é para todos. fez e faz parte do meu imaginário de homens que lutam por aquilo em que acreditam. como o che. talvez em tamanho mais pequeno.  à medida do seu país, cada um lutou pelo bem mais essencial de todos nós: a liberdade.
um dia passou-lhe uma maleita pela cabecinha e ditou (ditou repito): os juízes estrangeiros têm 24 horas para saírem do país. os juízes meio atordoados, desataram a tentar conseguir voos para cumprirem a ordem de expulsão, antes que fossem privados do tal bem essencial. e piraram-se cumprindo o que xanana tinha ditado.
os juízes portugueses foram apoiados pelas autoridades portuguesas e pela maioria (arrisco) dos portugueses. xanana arranjou umas desculpas esfarrapadas mas eu fiquei convencida que está a proteger corrupto(a)s dentro do seu governo. fiquei (mais alguns portugueses atentos), à espera do pedido de desculpas do senhor de timor.
entretanto vejo com espanto que o nosso ministro da defesa foi visitar timor onde foi recebido com pompa e circunstância, mas... sem desculpas! xanana diz que não ofendeu portugal. afinal que importância tem expulsar juízes estrangeiros que foram ajudar timor? 
parece que desta vez vamos enviar professores... ou serão soldados? a ver vamos quanto tempo aguentam até lhes darem um pontapé no traseiro.
o governo português mais uma vez, mostra que não é filho de boa gente.
Enviar um comentário